(1) 1º Congresso Luso-Brasileiro de Materiais de Construção Sustentáveis – Guimarães – PT

Este trabalho analisa o potencial de aplicação da sílica da casca do arroz (SCA), obtida pelo processo de leito fluidizado, como adição em cimentos Portland (Norma NP EN 197-1) do tipo CEM II/B-S e CEM III/A, com intuito de estudar a otimização dos teores destes aglomerantes na produção de betões sustentáveis. Conforme literatura, a sílica oriunda da casca do arroz tem sido estudada há vários anos e demonstrado propriedades aglomerantes satisfatórias. Desta forma, em virtude do problema ambiental ocasionado pelo descarte inadequado da casca do arroz carbonizada ou in natura na região sul do Brasil e do alto consumo de cimento Portland pela sociedade, esta possibilidade tem sido uma alternativa de grande impacto na sustentabilidade aplicada à construção civil, além de permitir melhor desempenho e durabilidade aos compósitos cimentícios. Foram definidas para cada tipo de cimento três composições para análise do potencial de substituição destes ligantes pela SCA. Os traços foram analizados por compressão axial aos 28 dias de idade após cura úmida e demonstraram ser uma alternativa concreta à crescente demanda da construção civil brasileira. Análises químicas da SCA e de pozolanicidade complementaram o presente estudo.

PDF: OTIMIZAÇÃO DO CONSUMO DE CIMENTO POR MEIO DE ADIÇÃO DE SÍLICA DE CASCA DE ARROZ (SCA).